ALESC 10-05 08-06

SA√öDE: Tratamento pr√©-hospitalar de SC √© refer√™ncia mundial e √ļnico no pa√≠s

Por Administrador em 16/05/2024 às 17:14:05
FOTO: Vicente Schmitt/Agência AL

FOTO: Vicente Schmitt/Agência AL

Atendimentos pré-hospitalares de alta complexidade oferecidos pelo Samu Aeromédico de Santa Catarina foram debatidos durante reunião da Comissão de Relacionamento Institucional, das Relações Internacionais e do Mercosul, na tarde desta quarta-feira (15), atendendo a pedido do presidente do colegiado, deputado Carlos Humberto (PL).

Daíse Esswein M√ľller, coordenadora médica do Samu Aeromédico de Santa Catarina, apresentou os trabalhos do órgão no atendimento de qualidade que, nos limites de compet√™ncia do SUS, v√™m oferecendo, tanto nos casos graves de resgate aeromédico como nos casos de transporte aeromédico. A médica falou, também, sobre o Programa do Sangue Total, desenvolvido por meio de parcerias internacionais.


Programa Sangue Total
"Esse tratamento, oferecido ao cidadão catarinense, é fruto de uma parceria muito especial. Buscamos trazer o que h√° de melhor no tratamento aos pacientes de tratamento pré-hospitalar, às vítimas de choque hemorr√°gico e politraumatizados graves. J√° tínhamos uma angústia, h√° algum tempo, para trazermos um tratamento adequado e isso demanda pesquisa. Estamos sempre pesquisando para trazer o melhor para o tratamento de ponta", apontou Daíse.

A médica explicou que o melhor para os pacientes vítimas de choque hemorr√°gico grave seria ter o sangue total para transfusão antes mesmo da chegada ao ambiente hospitalar. "Com isso definido dentro dos hemocomponentes que existem, não só hem√°cias ou só plasma, mas uma vez que a vítima de um sangramento grave est√° perdendo seu sangue, nada melhor do que repor o sangue na sua totalidade."

Com estudos e pesquisas, o grupo de aeromédicos do SAamu encontrou um médico, refer√™ncia mundial no assunto, Mark Yazer, professor da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, e também refer√™ncia na Associação Americana de Bancos de Sangue. Segundo Daíse, o médico estadunidense tem apoiado o Samu catarinense desde 2019. "É uma parceria muito importante. Por meio dessa parceria e das pesquisas realizadas, o sangue total que temos nos Arcanjos de Santa Catarina é um modelo que iniciou em Florianópolis, em breve vai expandir para Blumenau e é refer√™ncia no Brasil."

Essa parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde, Corpo de Bombeiros Militares do estado, com o Batalhão de Operações Aéreas e a Faece/Hemosc, ajuda de forma eficaz a diminuir o número de mortes durante o pré-atendimento hospitalar grave, como por exemplo, nos casos de choque hipovol√™mico (situação de emerg√™ncia decorrente da perda de grande quantidade de líquidos e sangue, o que coloca a vida do paciente em risco).

De acordo com a literatura médica, mais da metade das mortes potencialmente preveníveis de civis se d√° devido a hemorragias. O foco, então, é no tratamento de vítimas graves no atendimento pré-hospitalar móvel. Uma pessoa que est√° perdendo uma grande quantidade de sangue é o grande foco desse atendimento.

Daíse informou que, para ajudar na resolução dessas questões, os aeromédicos fizeram uma parceria com o Grupo THOR – AABB Working Party Recommendations for a Prehospital Blood Product Transfusion Program, da Universidade de Pittsburgh, composto por médicos e pesquisadores. "Ao longo desses quase dois anos de atendimentos com esse procedimento, nós vimos que todo o esforço valeu a pena. Muitos pacientes j√° chegam quase perdendo o nível de consci√™ncia e quando começamos a fazer a transfusão podemos dispensar muitos procedimentos de risco como a entubação."

Carlos Humberto destacou que, graças a Santa Catarina, hoje o Brasil é o quarto país no mundo a oferecer esse tratamento do sangue total no ambiente pré-hospitalar e o único no país.


Conferências internacionais
A médica também aproveitou a oportunidade para convidar os parlamentares membros da comissão para participarem da Thor Conference 2024, que ocorrer√° na cidade de Miami, Flórida, de 6 a 9 de outubro de 2024, e do Annual Meeting AABB,em Houston, Texas, de 19 a 22 de outubro de 2024.

Para Carlos Humberto, a participação e o apoio da Assembleia Legislativa nessas questões é muito importante para o estado.


Setor metal-mecânico da região norte
Aprovado ainda requerimento extra-pauta solicitando convite ao presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, a fim de explanar sobre as potencialidades e dificuldades do setor metal-mecânico da região norte do estado, bem como do cen√°rio atual referente às exportações dos produtos gerados por esse setor aos países do Mercosul, na próxima reunião da comissão, que acontecer√° em Joinville, no m√™s de junho, durante o Programa Alesc itinerante.

Comunicar erro
Ondrepsb 1
Ondrepsb 2
Ondrepsb 3
Ondrepsb 4
Orsitec