SEM I

Calor recorde alerta para sa√ļde do coração. Veja como diminuir riscos

Altas temperaturas elevam riscos de infarto, acidente vascular cerebral, arritmias e insufici√™ncia card√≠aca. Diretora m√©dica do Hospital Costantini indica pr√°ticas para um verão mais saud√°vel

Por Administrador em 19/01/2024 às 19:30:22
A cardiologista Bianca Maria Prezepiorski, do Hospital Costantini: "Maior carga sobre o coração"

A cardiologista Bianca Maria Prezepiorski, do Hospital Costantini: "Maior carga sobre o coração"

As altas temperaturas registradas neste verão podem contribuir para fazer de 2024 um dos anos mais quentes da história. São, também, um alerta para a saúde do coração, especialmente para pessoas com doenças cardiovasculares pré-existentes.

"Estes dias quentes que estamos enfrentando, com temperaturas acima dos 30 graus, podem resultar na dilatação dos vasos sanguíneos, levando a uma redução da pressão arterial. Isso faz com que o coração tenha que se esforçar mais para bombear o sangue, o que eleva o risco de eventos como infarto, acidente vascular cerebral, arritmias e insufici√™ncia cardíaca", explica a cardiologista Bianca Maria Prezepiorski, diretora médica do Hospital Cardiológico Costantini, de Curitiba. O hospital é refer√™ncia nacional no tratamento de doenças do coração.

O calor aumenta a transpiração, o que pode levar à desidratação. Isso pode reduzir o volume sanguíneo, aumentando o esforço do coração para bombear sangue. "O corpo trabalha para se resfriar por meio do aumento do fluxo sanguíneo para a pele, o que pode aumentar a frequ√™ncia cardíaca, colocando maior carga sobre o coração", afirma a doutora Bianca.

Em resposta à temperatura elevada, os vasos sanguíneos periféricos podem se dilatar para ajudar na dissipação do calor, o que pode causar queda da pressão arterial e exigir mais esforço do coração. Para reduzir esses riscos, a cardiologista indica pr√°ticas para um verão mais saud√°vel.

  • Hidratação adequada - Beba bastante √°gua para compensar a perda de líquidos devido à transpiração. Evite bebidas com cafeína e √°lcool, pois podem aumentar a desidratação.
  • Evite atividades extenuantes durante o pico de calor - Reduza atividades físicas intensas durante os períodos mais quentes do dia, optando por atividades mais leves nas horas mais frescas.
  • Proteção contra o sol - Use roupas leves e de cores claras, além de aplicar protetor solar. Isso ajuda a reduzir o estresse térmico no corpo.
  • Ambiente fresco - Mantenha-se em ambientes climatizados ou bem ventilados. Evite permanecer por longos períodos em locais excessivamente quentes.
  • Conheça seus limites - Esteja ciente dos sinais de superaquecimento, como tontura, fraqueza, n√°usea e falta de ar. Descanse e v√° para um local mais fresco. Se esses sintomas persistirem, procure orientação médica.
Comunicar erro
Ondrepsb 1
Ondrepsb 2
Ondrepsb 3
Ondrepsb 4
Orsitec