Garotas Acompanhantes de Goias
SEM I

Missão empresarial no Chile encaminha US$ 1,45 milhão em exportações

Por Administrador em 30/10/2023 às 16:35:36
Foto: Divulgação / GVG

Foto: Divulgação / GVG

A primeira missão empresarial do projeto SC-Export, parceria entre o Governo do Estado e a Univali, que acompanhou 25 micro e pequenas empresas em uma rodada de negócios no Chile na última semana, alcançou resultado expressivo. Dezoito empreendedores encaminharam US$ 1,45 milhão em exportações para os próximos 12 meses e três deles já consolidaram US$ 17,1 mil em vendas.

Para a vice-governadora Marilisa Boehm, que liderou a missão em Santiago, apresentar produtos catarinenses diretamente para compradores chilenos com estes resultados consolidados comprova que a iniciativa foi vitoriosa. "Só temos o que comemorar. Com certeza, as novas oportunidades se refletem em mais emprego, mais renda e desenvolvimento do nosso estado, dos nossos municípios, em curto, médio e longo prazo", avaliou.

Jones M. Vieira, gerente comercial da Marcbrayn, empresa de Joinville que produz travesseiros, foi um dos que fechou negócio. De acordo com ele, a venda ocorreu já na primeira reunião com compradores. Para ele e os demais participantes, o apoio institucional do Governo do Estado foi decisivo.

Além da vice-governadora, as secretarias de Estado da Articulação Internacional (SAI) e da Indústria, do Comércio e do Serviço (Sicos) também atuaram no Chile garantindo suporte aos participantes.

De acordo com o secretário de Estado da Articulação Internacional, Juliano Froehner, é fundamental ter um trabalho de apoio, não só da instalação de grandes empresas no Estado, mas também ao pequeno e micro empreendedor. "Este foi o caso dos que, pela primeira vez, tiveram a oportunidade de expandir seus negócios por meio do projeto, que é uma parceria entre o Governo do Estado e a Univali, tem o patrocínio da Portonave e apoio da Unoesc, Unisul e Furb. Nesta viagem ao Chile, por exemplo, os frutos já começaram a ser colhidos com as primeiras encomendas dos compradores chilenos de alguns dos produtos catarinenses expostos. A SAI esteve lado a lado aos empreendedores, acompanhando as negociações, pois acreditamos que o sucesso individual gera o sucesso coletivo", comentou.

Para o diretor de micro e pequenas empresas da Sicos, Fabiano Ceretta, a presença governamental não apenas reforçou a seriedade e o comprometimento de Santa Catarina com as oportunidades de comércio internacional, mas também proporcionou uma base sólida para negociações e parcerias. "Esta missão ressaltou um desafio que enfrentamos: a necessidade de aumentar as exportações das micro e pequenas empresas de nosso estado. Atualmente, elas representam apenas 4% do total de exportações. Este é um número que desejamos e precisamos ver crescer. A participação do Governo do Estado na missão empresarial serviu como um impulso, mostrando que há apoio e recursos disponíveis para alcançar este objetivo. O Governo foi um catalisador, acelerando discussões, consolidando parcerias e demonstrando nosso compromisso contínuo com o crescimento e a prosperidade de nossos empresários e de Santa Catarina como um todo, enfatizou.

Responsável pelos projetos de extensão da Escola de Negócios da Univali, a professora Giselda Cherem atestou que o Governo do Estado foi fundamental para assegurar "todo o apoio" da embaixada do Brasil no Chile. "Foi algo que nos permitiu reuniões técnicas extremamente importantes", citou. Ao total, os empreendedores tiveram 160 contatos com importadores chilenos. "Uma média de cinco a sete empresas compradoras pra cada empresa catarinense. Temos negócios fechados e avaliação é a melhor possível. O SC-Export é um projeto piloto que se consolida", garantiu.


Comprometimento

A relevância da atuação do Governo do Estado na missão foi confirmada pela vice-presidente da Câmara de Comércio Chile-Brasil, Selma Nunes, que há 16 anos exerce a função na capital chilena. "Nunca tinha visto algo parecido. Esse comprometimento não é comum. Recebemos missões de todos os estados do Brasil todo o tempo. E isso não é o que a gente vê acontecer", destacou. Selma também informou que o comércio chileno é dinâmico e está aberto a novos negócios.

Em Santiago, a vice-governadora também manteve reuniões com representantes do Governo Regional Metropolitano de Santiago, com Felipe Vásquez Iturra, gerente de Turismo, e com a subsecretária da Mulher, Luz Vidal, além do embaixador do Brasil no Chile, Paulo Roberto Soares Pacheco. "Foram momentos de diálogo para apresentar tudo o que Santa Catarina tem a oferecer e para fortalecer os laços econômicos, culturais e sociais com nossos irmãos chilenos", concluiu.

Comunicar erro
Ondrepsb 1
Ondrepsb 2
Ondrepsb 3
Ondrepsb 4
Orsitec