Garotas Acompanhantes de Goias
SEM I

Santa Catarina terá 1.218 profissionais no Mais Médicos, quase o triplo das vagas atuais

Por Administrador em 13/11/2023 às 16:10:27
Superintendente do Ministério da Saúde em SC, Sylvio da Costa Júnior, deputado federal Pedro Uczai e deputada Luciane Carminatti - FOTO: Giovanni Kalabaide

Superintendente do Ministério da Saúde em SC, Sylvio da Costa Júnior, deputado federal Pedro Uczai e deputada Luciane Carminatti - FOTO: Giovanni Kalabaide

A Superintend√™ncia do Ministério da Saúde em Santa Catarina promoveu, nesta sexta-feira (10), na Assembleia Legislativa (Alesc), em Florianópolis, encontro com os profissionais e gestores do Programa Mais Médicos para fazer o acolhimento dos profissionais. O superintendente, Sylvio da Costa Júnior, detalhou como funciona o programa que vai ampliar o número de médicos de 437 para 1.218 em SC.

Segundo ele, junto com o Mais Médicos haver√° a volta do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) e os municípios com menos de 20 mil habitantes terão Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), respons√°veis por atendimentos complexos (antes só havia em grandes cidades). "Os valores para a saúde da família vão dobrar e para a saúde bucal vão triplicar j√° no ano que vem", anunciou.

Costa Júnior frisou que é determinação do presidente Lula e da ministra da Saúde, Nísia Trindade Lima, que o SUS volte a ter protagonismo dentro do governo federal. Ele disse aos médicos e secret√°rios municipais da saúde que os desafios são grandes em Santa Catarina, e que vão demandar esforços e muito empenho.

"Vão enfrentar desafios como a volta com força de doenças como a sífilis, a diminuição da cobertura vacinal e a explosão dos casos de dengue. É neste cen√°rio epidemiológico que voc√™s estarão envolvidos e serão peças-chave para levar mais saúde à população. Precisamos não só do atendimento, mas do atendimento qualificado e humanizado do profissional que é central dentro do programa da saúde da família."

A deputada Luciane Carminatti enfatizou a importância da interiorização e da ampliação dos cursos de medicina promovidas pelos governos petistas, o que se materializou com a criação da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) no governo Dilma Roussef, em Chapecó (campus catarinense), que hoje possui excel√™ncia na formação de médicos, laboratórios e um trabalho de intervenção regional, que propicia a perman√™ncia dos profissionais no interior.

"Vamos lutar para que o Mais Médicos seja uma política pública de estado, para que nenhum governo mexa. A gente tem que defender a saúde, a educação, a assist√™ncia social, a cultura como patrimônio nosso. Os governos t√™m que só aperfeiçoar e dar continuidade. Estou muito feliz que o governo Lula teve a sensibilidade de retomar este programa."

Luciane acrescentou que teve a oportunidade de coordenar em Brasília uma mesa com a ministra Nísia Trindade e pode presenciar "a seriedade, o compromisso desta profissional de saúde, inclusive quando resgata o Zé Gotinha e a vacinação. Porque l√° atr√°s se questionou a vacina da covid e até hoje estamos tendo que convencer os pais que a vacina é importante."

O evento reuniu médicos e secret√°rios municipais de saúde das regiões do Alto Vale do Itajaí, Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Nordeste, Planalto Norte, Serra Catarinense e Vale do Itapocu. Outra oficina ser√° realizada em Chapecó para atender o Oeste do estado.


O Mais Médicos em SC
Antes da Lei N¬ļ 14.621, de 14 julho de 2023, que instituiu a Estratégia Nacional de Formação de Especialistas para a Saúde no âmbito do Programa Mais Médicos, Santa Catarina tinha 437 vagas integralmente financiadas pelo Ministério da Saúde. Destas, 160 estavam ocupadas. Das 277 desocupadas, 178 j√° foram preenchidas este ano.

Com os novos editais do Mais Médicos em 2023, o Estado de Santa Catarina aumentou em aproximadamente 781 novas vagas.

No total, Santa Catarina tem 1.218 vagas, sendo 456 integralmente financiadas pelo Ministério da Saúde e 762 de coparticipação municipal.

"Ou seja, sairemos de 437 médicos atuando no estado para um incremento de mais 781 médicos (acréscimo de 178% no número de vagas). Serão 1.218 médicos atuando, se qualificando e aprimorando a Atenção Prim√°ria em Saúde até o final do ano", destaca o superintendente Costa Júnior.

Comunicar erro
Ondrepsb 1
Ondrepsb 2
Ondrepsb 3
Ondrepsb 4
Orsitec