Garotas Acompanhantes de Goias
SEM I

Tornado provoca danos em Balneário Gaivota e Sombrio na madrugada do último sábado (18)

Por Administrador em 21/11/2023 às 15:34:31
Fotos: Divulgação / DCSC

Fotos: Divulgação / DCSC

Na madrugada de sábado, 18, por volta das 2h, um forte temporal com características de supercélula provocou um tornado no Sul catarinense, com muitos danos registrados em Balneário Gaivota e Sombrio. Os principais estragos foram destelhamento parcial e total de residências e galpões, assim como a quebra de árvores.

Este temporal esteve associado à formação de uma frente fria junto com o aprofundamento de um sistema de baixa pressão no Paraguai e o intenso fluxo de calor e umidade provenientes da região amazônica favoreceram o desenvolvimento de intensas tempestades sobre Santa Catarina.

Supercélulas são fortes tempestades que apresentam rotação, ingrediente essencial para a formação de um tornado. Elas possuem alto potencial para provocar danos associados a ventos fortes, como destelhamentos, quedas de árvores e danos na rede elétrica. Por meio da análise combinada das imagens de radar e de fotos e vídeos do local atingido pela supercélula, a Defesa Civil de Santa Catarina confirmou a ocorrência de um tornado entre os municípios de Sombrio e Balneário Gaivota.

Só em novembro, este já é o quinto tornado confirmado pela Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil. O primeiro ocorreu no dia 6 de novembro, em Cunha Porã (Região Oeste), o segundo no dia 11 de novembro em Tubarão, no Litoral Sul, o terceiro ocorreu no dia 16 em Itá (Meio-Oeste) e o quarto, no dia 18, pela manhã, em Urupema no Planalto Sul.


Imagens do Radar Meteorológico

Na figura (a) é mostrado um print de um vídeo feito por moradores de Sombrio, onde é possível identificar a nuvem em formato de funil. Não é possível ver o funil tocando o chão (critério necessário para classificação de tornado), mas ao analisar conjuntamente as imagens dos danos e os produtos do radar meteorológico do Morro da Igreja, fica perceptível a passagem do fenômeno pela região.

A Figura 2 (b) mostra o campo de estimativa da velocidade do vento do radar meteorológico do Morro da Igreja às 02h00, onde é possível observar um forte dipolo, o que indica a presença de uma intensa rotação da célula convectiva. A velocidade dos ventos estimada pelo radar na região indicada pelo círculo em azul superou a escala de 30 m/s, ou seja, ficaram acima dos 100 km/h. Nas Figuras 2 (c) e (d) são exibidas imagens do campo de refletividade (dBZ) do radar meteorológico do Morro da Igreja, às 02h00 e 02h10. Na região destacada pelo círculo azul da Figura 2 (c), é possível identificar o núcleo da supercélula que ocasionou o tornado, com um formato de vírgula. Esta característica também corrobora com a confirmação do fenômeno na região.

Figura 2: (a) Print de um vídeo feito por moradores de Sombrio. Imagens do radar meteorológico do Morro da Igreja, (b) campo de estimativa da velocidade do vento (m/s) às 02h10, (c) campo de refletividade (dBZ) às 02h00 e (d) às 02h10 (horário local). Fonte: Defesa Civil Municipal e Estadual.

Comunicar erro
Ondrepsb 1
Ondrepsb 2
Ondrepsb 3
Ondrepsb 4
Orsitec