RG Pet CMF

Sessão desta quarta-feira (03) da Alesc, tem alerta para gravidade da dengue e crítica a "parasitismo político"

Por Administrador em 03/04/2024 às 20:02:10
A deputada Luciane Carminatti (PT), durante a sessão ordinária desta quarta-feira (3) - FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

A deputada Luciane Carminatti (PT), durante a sessão ordinária desta quarta-feira (3) - FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Representante do PSDB alertou para a gravidade da dengue, que lota emergências e hospitais em Santa Catarina, enquanto representante do PT criticou o que chamou de "parasitismo político" no Programa Pé-de-Meia, na sessão de quarta-feira (3) da Alesc.

"A dengue é demolidora, não é só uma febre, é doença potencialmente ruim e está comendo solta e isso é muito preocupante", alertou Dr. Vicente Caropreso (PSDB), acrescentando que dois de seus assessores contraíram a doença, sendo que um deles pode estar com dengue hemorrágica.

O deputado fez um apelo aos catarinenses, principalmente aos moradores das regiões Norte e Nordeste, para que usem repelentes e vacinem seus filhos de 10 a 14 anos.

"Pelo amor de Deus, é um pedido que faço para cada um de vocês, passem para a família de vocês, principalmente no Norte e Nordeste, regiões que receberam grande contingente de vacinas, o problema é que tinha "x" doses e ninguém foi fazer. Agora o pessoal está caindo na real e comprando repelente, que, inacreditavelmente, subiu o preço. Estou andando de calça comprida, camisa de manga comprida e com repelente", revelou o médico neurologista.

O deputado elogiou o prefeito de Joinville, Adriano Silva, que investe em uma "fabrica de Aedes" infectados com uma bactéria que minimiza a transmissão do vírus pelo mosquito vetor, bem como o desenvolvimento da dengue nas pessoas.

O deputado lembrou a proximidade do inverno, que apesar de mais curto em 2024, promete ser rigoroso, potencializando os casos de influenza.

"Imaginem dengue e gripe juntas", ponderou Caropreso.

Já a deputada Luciane Carminatti criticou a Secretaria de Estado da Educação (SED), acusando-a de "parasitismo político" ao não informar nas publicações e em peças publicitárias a origem do Programa Pé-de-Meia, uma poupança destinada aos alunos carentes que cursam e concluem o segundo grau.

"O estado aderiu ao programa de qual governo? O Pé-de-Meia é do governo federal. Está faltando ser honesto, está faltando dizer que o Pé-de-Meia é federal, que vale para todos os estados e que em Santa Catarina a bolsa do Ensino Médio foi cortada em 80%", disparou Carminatti, que sugeriu aos estudantes baixarem o aplicativo do programa.

Dados sobre a economia
Lunelli (MDB) divulgou na tribuna dados sobre a economia brasileira e não economizou nas críticas ao déficit público.

"O governo federal precisa de um esforço de 1% para alcançar a meta de déficit zero em 2025, precisaríamos de R$ 123 bi extras", afirmou Lunelli, que aconselhou o governo "a cortar na própria carne a valorizar o dinheiro público".

Segundo o deputado, as causas do déficit são gastos acima da arrecadação, pouco planejamento e irresponsabilidade fiscal.

"Déficits orçamentários são um obstáculo ao desenvolvimento e o aumento do peso da dívida pública pode comprometer 86% do PIB em 2030", declarou o ex-prefeito de Jaraguá do Sul.

Atualmente, o percentual da dívida corresponde a cerca de 75% do PIB. No Japão, por exemplo, esse percentual é de 264%, enquanto nos EUA é de 129%.

Comunicar erro
Ondrepsb 1
Ondrepsb 2
Ondrepsb 3
Ondrepsb 4
Orsitec